Príncipe manda "recado" ao Papa: criminoso não pode visitar o Vaticano (veja o documento) - Corrispondenza romana
Stampa la Notizia

Príncipe manda “recado” ao Papa: criminoso não pode visitar o Vaticano (veja o documento)

(Jornal da Cidadae – 8/02/2020) Em carta enviada ao arcebispo Giovanni D’Aniello, o cientista político e deputado federal Luiz Phillippe de Orleans e Bragança comenta – e nem seria necessário – o estapafúrdio convite do papa Bergoglio feito ao condenado Luiz Inácio Lula da Silva, ocasionalmente em liberdade.

Luiz Phillipe lembra ao arcebispo que Lula não passa de um criminoso à solta, respondendo a mais nove processos como réu na justiça brasileira.  Receber tal criminoso condenado em três instâncias no Vaticano significará, especialmente, desrespeito às instituições brasileiras e à soberania do país.

Ou será que a Igreja, nas mãos de Bergoglio, vai assumir escancaradamente, diante do mundo e de seus fiéis, a função de braço político de uma ideologia perversa?

E qual será o resultado dessa brusca mudança nos princípios sagrados da igreja católica?

Naturalmente, a maioria dos fiéis católicos do mundo não apoia o comunismo e não vê com bons olhos os delírios socialistas de um chefe da igreja que condecora assassinos como Maduro.

Será que Bergoglio conseguirá, com sua insensatez, dividir a igreja católica?

Teremos a resposta em breve, caso o papa insista mesmo em receber um criminoso condenado pela justiça brasileira com honrarias de chefe de estado.

Dois danos decorrentes e fatais:

Bergoglio provocará uma cisão entre os fiéis católicos, e lula…

Bom, esse, como boa praga que é, causará mais um dano ao país, ridicularizando, com a ajuda de um papa, a já desacreditada justiça brasileira.

Quem viver verá.